Como pregar bem

Como pregar bem

Como pregar bem a palavra de Deus em tempos que atrair a atenção de quem nos ouve é desafiador?

Um grande equívoco é desconsiderar a necessidade dos dias atuais. A atenção das pessoas é disputada por várias coisas, sobretudo pela tecnologia.

Ignorar esta realidade é deixar de buscar aprimoramento para alcançar os objetivos. Existem recursos fundamentais que harmonizam com o indispensável auxílio do Espírito Santo.

Tipos de sermão

Se você tem um texto, um tema a ser pregado ou um estudo a ser aplicado, fará um esboço a partir dos trechos bíblicos.

É comum ouvirmos pregações que variam propósitos, gerando confusão. Não é raro e incorreto alternar os tipos de sermão numa mesma pregação, mas existem diferenças.

Como pregar versículos

Sermão textual – Caso vá enfatizar versículos, medite na relação que este(s) versículo(s) tem com outros da Bíblia. Isso ajuda a compreender sentidos mais abrangentes e próximos do original.

Lembre-se, a ênfase será textual e a mensagem não deve derivar deste propósito. Se a pregação não vai se prender aos versos, ela será temática.

Como pregar temas

Sermão temático – Após entender a necessidade de uma classe, da igreja ou de um grupo de pessoas reunidas, escolha o tema da mensagem, por exemplo, “a oração”.

Esta definição te faz seguir dentro do assunto, facilitando o entendimento dos ouvintes. Neste caso, as ênfases não serão dadas aos versículos, mas ao tema da oração, intercalando versos que o endossem.

Como aplicar estudos bíblicos

Sermão expositivo – Para o caso de estudos bíblicos, a preparação é um pouco mais aprofundada e diferente das anteriores. Os argumentos serão mais expositivos a fim de trazer ensinamentos.

Como pregar bem a palavra – Boas práticas

Além de conhecer qual será o tipo de mensagem a ser pregada, algumas práticas são sugeridas para quem não sabe como pregar bem a palavra.

Rascunhe o assunto

Anote os tópicos que você deseja falar, considerando o tipo de mensagem.

Organize o esboço

Coloque em ordem bíblica o que foi rascunhado, para que a mensagem tenha sequência e facilite a compreensão.

Memorize os versículos

A mente pode ser desenvolvida para memorizar vários versículos bíblicos.

Fazer o rascunho e organizar já contribui para isso e ainda garante falar com segurança.

Ler a Bíblia várias vezes antes de pregar, principalmente quando os textos não forem tão familiares, também é recomendado.

Reconheça o ambiente

Antes de fazer a leitura e começar a pregação da palavra, é importante mensurar o tamanho do ambiente (com os olhos é claro).

Isso permite falar, gesticular e olhar para todos os pontos da sala ou templo, de forma que todos se sintam incluídos na mensagem e como alvos da comunicação.

Leia os versículos escolhidos

Uma boa leitura faz a diferença! Utilizar a pontuação corretamente e as frases nos sentidos em que elas estão ajudam, antes de pregar a palavra, a entender o qual será o tema da mensagem.

Explique a história

Após a leitura, é o momento de explicar o que foi lido, considerando os contextos políticos, históricos, sociais, espirituais (e outros que houverem) pois a “letra” é necessária para que possamos ir além dela.

Aplique a lição

A aplicação é onde exploramos as lições que a Bíblia permite à nós através das histórias que foram contadas.

Nesta etapa extraímos os ensinos da Palavra de Deus, que saem das páginas para os nossos dias, por isso a Bíblia é atual, contemporânea, atravessa gerações, séculos, milênios.

Esta é uma das formas de concluir a mensagem!

Grave a mensagem em áudio

Se possível for, faça a gravação da tua pregação para ouvir posteriormente, para que possa analisar se conseguiu seguir o que foi proposto e aqui, cabe ressaltar, nos colocamos à disposição do Espírito Santo e, quando Ele quiser, a direção pode ser alterada.

Mas, em via de regra, observe se ocorreram vícios de linguagem, repetições desnecessárias do que foi falado, velocidade da fala, dicção, volume da voz, etc.

O que achou do artigo?