Jesus ensinou compartilhar

Jesus ensinou compartilhar é mais um artigo da série “Jesus ensinou”, da Louvor Real, que traz reflexões práticas sobre os ensinamentos de Jesus.

Jesus ensinou compartilhar

Este é um verbo cada vez mais difícil de conjugar em nossa sociedade. Quando se compartilha, torna-se possível a participação de outras pessoas, ainda que em porções menores, naquilo que é repartido.

Quinhoar, seria uma palavra capaz de explicar bem esta atitude, pois vem de “repartir em quinhões”, porções menores de um todo, dando a alguém a condição de ser favorecido também.

O apóstolo Paulo, entre outros textos, demonstra este ensinamento aos Romanos: “Compartilhai (ou comunicai) com os santos nas suas necessidades…”. (Romanos 12:13)

Jesus demonstrou intensamente que compartilhar faz bem a quem compartilha e a quem recebe o favor. Ele compartilhou algo imprescindível e que é a base do cristianismo, a base do Evangelho: o Amor.

Por alguém não compartilhar, Jesus profere, no sermão profético de Mateus 25:42, o que aconteceria com Ele mesmo: “tive fome e não me destes de comer, tive sede e não me destes de beber, sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes…”.

O ensinamento de Jesus está relacionado, então, ao compartilhar de tudo: das alegrias, das tristezas, da dor e inclusive dos bens, que são recursos colocados à nossa disposição para amenizar a dor e sofrimento dos aflitos.

Isto fica evidente no conselho que Jesus dá ao jovem rico: “…vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me”.

Apesar do jovem conhecer a Lei e segui-la em toda sua vida, Jesus sabia de seu apego pelos bens materiais e de como não abriria mão deles.

Então, deu-lhe o conselho de compartilhar, pois a nossa vida é curta, passa como um conto ligeiro, e por isso devemos sempre lembrar que Jesus ensinou… compartilhar.

Deus o abençoe!

Se desejar, compartilhe este conteúdo e utilize a #jesusensinou nas redes sociais para que outros leiam.

O que achou do artigo?