Libertação é um ato, liberdade um estado

Libertação é um ato, liberdade um estado

Temos à nossa volta vários exemplos de pessoas livres que estão presas e outras que estão presas, porém livres. A libertação é um ato, liberdade um estado.

Com esta afirmativa é possível analisar diversas situações de pessoas ao nosso redor que, mesmo sem restrição carcerária, vivem numa espécie de prisão.

Há também aqueles que, não só nas cadeias convencionais, vivem cercados, vigiados, monitorados, mas estão na condição de livres.

Há, também, na Bíbliaexemplos destes casos paradoxos e é neles que queremos meditar através deste artigo.

Libertação é um ato, liberdade um estado

A começar pelo povo hebreu que viveu na terra do Egito durante mais de 400 anos.

É verdade que não foram escravos durante todo este tempo, mas certamente mais de 200 anos estiveram debaixo do jugo da servidão.

Deus dá à Moisés a missão de interceder pelo povo à Faraó e, após a conhecida história das dez pragas que afetaram àquela terra, o povo deixa o Egito.

Já no deserto, após serem beneficiados com este ato de libertação, alguns deles murmuraram, fazendo menção do Egito (que os prendia) como sendo um lugar melhor do que o que estavam.

…e passou a murmurar contra Deus mediante suas reclamações a Moisés. E o povo se queixava exclamando:

“Por que nos fizestes subir do Egito para morrermos neste deserto? Pois não há nem pão, nem água! Estamos enfastiados deste alimento miserável!”

Números 21:5

Vimos com isso que o ato de libertação põe a pessoa em liberdade e, como prova de que ela está livre, fazendo uso do direito de agir, esta mesma pessoa pode desejar volta à prisão.

Em contrapartida, há aqueles que foram presos, até injustamente, como foi o caso de Paulo e Silas, que se sentiam livres, mesmo antes da libertação.

Eles estavam cantando e orando, quando os alicerces do cárcere tremeram e eles, juntamente com todos os outros presos, foram libertos.

Mas, como a libertação é um ato, liberdade um estado, nenhum deles fugiu. Paulo e Silas já se sentiam livres!

Para eles a cadeia era um detalhe…

Entendemos que a maior das prisões não tem portas físicas.

O carcereiro, não sabendo disso, se afligiu, pensando que todos houvessem fugido. Eis a resposta de Paulo:

No entanto, Paulo gritou: “Não te faças isso! Eis que estamos todos aqui!”

Atos 16:28

Podemos ser livres quando somos libertos ou, também, quando estivermos num cárcere qualquer da vida.

Um local não deve afetar a tua condição de livre!

O que achou do artigo?